O jeans está mudando, você já reparou?

Jeans é jeans. Básico, universal, confortável ou não, capaz de transmitir esportividade, conforto e/ou elegância – depende das coordenações que você cria com ele. A moda é voraz, se renova a cada 3 meses, mas para o jeans já faz tempo que reina o reto (menos) e o skinny (mais). Finalmente os tempos estão mudando e trazem novos ares para o jeans. Algumas novidades são tendências, daquelas que vão passar e vale seguir se for aderente ao seu estilo. Outras são mais perenes e são elas que acredito que vale a pena reparar e pelo menos tentar absorver: o novo corte.

MOM-JEANS-Photo-2

O novo jeans é mais largo, menos grudado no corpo, tem cintura mais alta. Uma evolução do que a gente já aprendeu a chamar de boyfriend.

Junto com a mudança vem uma variação do estilo, em versões para usos diferentes. Então segura aí:

 

Cintura mais alta.

Eu gosto bastante deste detalhe. A cintura mais alta já voltou há um tempo, usado mais por quem tem um estilo mais moderno, mas está dominando o pedaço de verdade! Duas vantagens que eu amo: 1 – a cintura baixa é ótima para as magrinhas, já para o corpo mais arrendondado, revela o “pneuzinho” e com o tempo destroe o contorno do corpo (juro). Quem usa jeans quase todo dia, acaba com o corpo marcado.   A cintura alta não aperta o “pneuzinho” e ajuda a manter o contorno.   2 – Marcar a cintura, mesmo para quem não tem cinturinha, é um recurso que traz feminilidade e alonga o corpo. Sim, a cintura alta faz com que visualmente seu quadril e pernas fiquem mais longos, ao passo que a cintura baixa alonga o torax e encurta as pernas. Pra quem já tem pernas curtas, é pior ainda.

 

Corte mais largo.

O corte mais largo é muito parecido com o boyfriend que conhecemos, tem as pernas com uma folga em relação ao corpo e descem acompanhando o corpo. Ela não é reta, entendem? Ela é folgadinha na coxa e folgadinha na panturrilha (uma skinny mais larga, pense assim). Este detalhe me pareceu incrivel! Sinceramente não aguento mais aquele jeans justo que invade até a intimidade. Também tem versoes mais retas, com boca mais larga, aí é variação. Vai de gosto e biotipo.

 

Canelinha de fora.

O corte é mais curto como a skinny.   Ou ele acaba bem no ossinho da canela, ou é mais comprido para você dobrar. Também tem a versão pescador de siri (kkkkk) que para o calor é bacana. Mas aquela calça jeans “pra todas as horas” acaba na canela.

Um plus a mais adicional.

A dobra da calça. Quem gosta de estar superantenada com a moda, precisa saber que a dobra da barra no momento não é mais fina (3 dedos), é bem larga, uns 20 cm.

 

Franjas. Elas voltaram e são beeeeem compridas, informação também para as modernas de plantão.

Patchs e bordados.  Tá rolando uma onda de jeans (calças, jaquetas, camisas) com patchs grudados e a evolução são os bordados. Lembro que usei muito calça bordada em 2000. Enfim, é bonito. Vale investir se você curte acompanhar a moda ou acredita que vai usar por mais tempo. Afinal, dane-se a moda. Se você gostou, escolha uma menos “datada” e use por mais tempo.

O que eu faço com a minha skinny?

A principio nada, ué. Se você gosta, continue a nadar, continue a nadar… Meu papel aqui é informar e principalmente trazer aquilo que acredito que seja construtivo para a sua moda. Realmente acredito que a mudança do jeans é um fato quase consumado e que vale a pena parar para entender, pelos pontos que citei em cima. Beleza? <3

Espero que as informações acrescentem para sua vida e se fizer diferença eu vou ficar mais feliz ainda. Se gostou muito ou não, deixe seu comentário aqui. É importante saber o que você tá achando, ta?  Se tiver duvidas também, deixe nos comentário que eu respondo e todo mundo pode aproveitar.

E por ultimo, se quiser ajuda para escolher esse novo jeans, chame a Mô que eu vou cantarolante, contribuir para uma compra consciente e realmente útil.  Aqui o link para os serviços de Consultoria de Estilo e o de Personal Shopper.  bjs

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *